7 de abril de 2009

Uma cidade de anjos
um punhado de mal;
um punhado de amor
uma alma enferrujando, sem se deixar afagar.
agindo como uma máquina
agindo como uma corrupta.
Por fora, uma fortaleza;
onde anjos morrem por dentro
sem nunca sentir nada.

3 commentaires:

Pedro disse...

Gosto do jeito que você escreve.
Como você esta?
Abraços

Bernard disse...

Sigur Rós
"viage"

Bernard disse...

Sumida né.

Postar um comentário

Nothin'